Follow by Email

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

VALEU A VERTIGEM EM VÍDEO



Hoje descobri que já haviam sido divulgados os 10 vídeos que concorrerão aos três prêmios do concurso POESIA EM VÍDEO - FLIPORTO 2011. A nossa gravação do poema "Vertigem" feito para mim por Paulo Coqueiro, estava entre os 45 vídeos pré-selecionados. Como previ e vaticinei para alguns amigos que comentaram sobre os concorrentes, a qualidade dos 45 vídeos pré-selecionados era acima das minhas expectativas e portanto, seria quase impossível ficarmos entre os premiados e muito improvável que estivéssemos na lista dos 10 melhores.

De todo modo, fico feliz em ter participado do concurso. Estar entre os 45 vídeos pré-selecionados de um total de 210, representa ter superado os quase 80% deles. Para as escassas condições que tivemos (nos últimos dias, sem filmadora, microfone ou ilha de edição, com apenas um ensaio rápido e tendo o banheiro de casa como locação), devemos considerar a tentativa como quase vitoriosa e um incentivo a novas e mais cuidadosas investidas. Para quem quiser conferir, o nosso vídeo foi postado no youtube:

Acabo de assistir os 10 selecionados e reitero a minha preferência inicial pelo poema "Eu não escrevo versinhos para o papai" de Maíra Parula, inscrito por Eliane Garcia. A edição é muito cuidadosa, o poema é belo e visceral e a intérprete tem boa e clara dicção. Apenas faço a ressalva de que o final do poema merecia uma melhor entonação e destaque. 

Dentre os 10, não selecionaria dois deles:
 "Os Ossinhos no Bau"  - não consigo ver associação entre as imagens do vídeo e o texto;
 "Dentro e Fora" -  o poema é bonitinho e intimista, mas me parece simples demais para um
                                  projeto com esse;
"Ele nasce de um amor desconhecido" de Eliana Mora - embora o poema não seja ruim,
                                 o vídeo mostra apenas as imagens da leitura do poema.


Quero assistir com mais atenção os vídeos:
                                "O Carteiro e o Poeta" de Niti Merhej
                                 "Somos a cor e o som do português" de Victor Dreyer
                                 "Deixe passar" de Rui Werneck de Capistrano


Apreciei a edição de imagens do Poema "Ela amava as coisas, de Ricardo Sêco.

Por fim, se me fosse dado o direito de definir a classificação, ela seria a seguinte:


3o. LUGAR: Cátia Cunha e Silva
                       http://www.youtube.com/watch?v=2veJ5M2JD30 


2o. LUGAR: Lúcia Helena Ramos com "Penélope"
                       http://www.youtube.com/watch?v=KWTTfhZXuZ8

1o. LUGAR: Eliane Garcia com o poema "Eu não escrevo versinhos para o papai" 
                       http://www.youtube.com/watch?v=cHxT6X_4pls


FAÇAM COMO EU, ASSISTAM, VOTEM E COMENTEM!

2 comentários:

  1. Vera, não tenho seu mail, mas segue o meu: momesa@ig.com.br. Bjs, Mônica

    ResponderExcluir
  2. Querida,

    Espero uma safra de tempo para ver os vídeos, mas quero reafirmar que gostei muito do que vocês produziram.

    Grande beijo,
    Sarah

    ResponderExcluir

Sem muitos gerúndios, longas esperas e musiquinhas, o seu comentário é, de fato, importante para nós! Fique calmo, pois não vamos desligar a nossa ligação virtual, ok?