Follow by Email

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

RIO E BAHIA (2) OU ESSE MÚSCULO INVOLUNTÁRIO QUE PULSA POR VOCÊ


Em setembro, estive no Rio visitando uma amiga que mora longe, longe (very, very far away, na verdade) e às 5:30 da manhã, na casa de seu irmão, encontrei uma cadernetinha da loja Tertúlia. As páginas são sempre introduzidas por fragmentos de poemas e músicas. Continuo postando cada uma das minhas versões pessoais que passaram a acompanhá-los. 



"QUANDO A GENTE SE APAIXONA,
PENSA EM TUDO,
MENOS NO QUE ESTÁ PENSANDO"

E POR QUE HAVERÍAMOS DE PENSAR
EM ALGO QUE NOS TIRE 
DA EMBRIAGUÊS CARDÍACA
QUE A TUDO DÁ SENTIDO?"




E isso me lembrou música e poesia:

http://www.youtube.com/watch?v=kzOV3Gfkdi4

VERTIGENS

Queria tomar umas aulas de
paraquedismo com você.

Eu te ensino tudo o que sei

sobre asa delta.

Você já pulou de cabeça

por uma janela?

Tenho vertigens ao seu lado.


Quer pular sem paraquedas?

Então pule...



Eu te aparo!

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

RIO E BAHIA(1) ou SAUDADES DOS PEIXES




Em setembro, eu estive no Rio visitando uma amiga que mora longe, longe (very far way, na verdade) e, às 5:30 da manhã, encontrei uma cadernetinha daTertúlia. Elas sempre vêm introduzindo alguns fragmentos de poemas ou músicas. Para cada um dos que compunham aquele caderninho em papel pardo, fui dando a minha versão pessoal. Vou começar a postá-las a partir de hoje.

 http://somostodosum.ig.com.br/mob/artigos.asp?id=10268


                             www.youtube.com/watch?v=jZqJx07mvaI




"COMO PODE 
O PEIXE VIVO
VIVER FORA
D´ÁGUA FRIA

COMO PODEREI
VIVER
SEM A SUA COMPANHIA?"

NEM NO RIO
NEM NA BAHIA.