Follow by Email

quinta-feira, 28 de março de 2013

A VERA PONTE





Refletindo sobre o sentido da Páscoa.


            Há muito se tem divulgado que o sentido da palavra "páscoa" é "passagem".  É o meu mais sincero e profundo desejo que essa passagem ou ponte nos conduza à união entre todas as religiões, para o sincretismo não apenas nos Carnavais, nas festas de Yemanjá, do Sr. do Bomfim ou de Itapuã.  Mas na tradução da espiritualidade em múltiplas línguas, a exemplo do que faz Mateus Aleluia ao levar a sua religiosidade para a linguagem musical.  A nossa imensa e ao tarefa é passarmos a pensar em um Deus refletido nas figuras de grandes mestes como Sathya Sai Baba, Jesus Cristo, Marahtma Gandhi, Paramahansa Yogananda, Moisés, São Jorge,  Oxossi  ou Iemanjá não em contradição entre si, mas como referência para uma nova ética e renovadas formas de fazer política cotidiana e nacionalmente. Como mestres eternos em lições de solidariedade e respeito pelo humano ser que habita cada indivíduo imerso nessa pequena nuvem de poeira denominada Via Láctea.

Ouça Mateus Aleluia em:
http://www.youtube.com/watch?v=O0bV64bb8Vk

quinta-feira, 14 de março de 2013

5 coisas que os homens deveriam fazer antes de reclamar das mulheres...



Há mais de um ano, recebi um comentário de um homem e o torno público agora:

Mulher, mulher
na escola em que você
foi ensinada
jamais tirei um dez
sou forte, mas não chego aos seus pés...

5 coisas que os homens deveriam fazer antes de reclamar das mulheres:


- depilar a virilha com cera quente,




- ter um bebê (depois de ficar 9 meses sem tomar uma skol);




- enfrentar esse terrível dilema: "lavo o cabelo ou perco a chapinha?




- passar usando uma saia, nem tão curta, em frente a um prédio em construção;





- saber diferenciar as cores dos esmaltes vermelho paixão, vermelho pecado e vermelho luxúria.

Prazer em conhecê-la, Vera, ele assinou em EU SOU com o endereço


www.blogger.com/profile/02019062321144878866


De você...ainda não sei, sequer intuí
ou advinhei o que sente.
Em mim, vem a certeza de que
há homens e Homens.
Esses que não batem nas mulheres
mas as observam atentamente...
Eu ri e amei o comentário.
mas ainda não descobri o nome 
do destinatário, digo, do remetente!


quinta-feira, 7 de março de 2013

ÀS SANTAS, ÀS LEOAS, ÀS PUTAS, ÀS BRUXAS, ENFIM A TODAS AS MULHERES BAIANAS

Parabéns à prefeitura de Porto Alegre que divulgou em outdoors uma mensagem pelo dia Internacional da Mulher que continha imagens e o texto abaixo (com isso fico pensando... os gaúchos parecem estar menos machistas... e envio um VIVA a Martha Medeiros):

SÓ UMA MULHER...

...consegue encontrar suas chaves dentro da bolsa;
...reconhece o valor de um chocolate quanto está em TPM;
...conhece o desespero de quebrar uma unha depois da manicure;
...sabe o que significa calçar e descalçar os saltos altos depois de um dia de trabalho.

Fiz uma versão baiana para completar a homenagem:

      Só uma mulher acorda, olha e se enxerga no espelho para ver quem tem as chaves, quem está conduzindo a sua vida, decide qual o melhor salto para usar e tirar ao fim do dia, agenda a manicure e torce para que não quebre uma unha antes ou depois de fazê-las nas compras semanais de supermercado. Ela vive se perguntando, qual a fórmula miraculosa de comer chocolates na TPM, e fora dela,  sem engordar e sentir-se feia em meio a essa ditadura da beleza, que lhe oprime.
     Acima de tudo, só uma mulher encara os próprios medos, os segreda para amigas e amigos sensíveis e procura terapeutas. Essas(es) a ajudam a lidar com sua depressão ou hiperatividade, a se separar  do marido indiferente ou infiel sexual e cotidianamente, sem tanta culpa. Nesse espaço, ela desnuda seu MEDO e CHORA! Como choramos eu e minha filha adolescente, enquanto os 2 homens da família bancam os fortes (ooohhh, quanta guerra teria sido evitada se os homens se desarmassem em lágimas como só uma mulher faz). 
    Finalmente, eu preciso declarar o meu medo da prefeitura de Salvador que já começou tentando retirar o direito das educadoras soteropolitanas de escolherem os livros didáticos que irão usar em suas SALAS DE AULA, em seu trabalho cotidiano de ensinar e aprender com os filhos e filhas de outros. O absurdo acontece exatamente nessa profissão tão desvalorizada em que historicamente a mulher tem maioria. E eu declaro pública e virtualmente: "EU TÔ MORRENDO DE MEDO DESSA ADMINISTRAÇÃO..." Mas acima de tudo, estou confiante no poder dessas deusas,dessas bruxas que são queimadas em novas fogueira ou dessas mães e filhas de santo de virar a mesa que elas mesmas puseram por tantos anos! Elas já provaram que podem fazê-lo quando enfrentaram em greve o governador da Bahia? ELAS CONSEGUEM , elas aguentam enfrentar prefeitos e governantes! Elas, digo agora, nós sabemos aprender com o sofrimento, a culpa e o MEDO, porque somos GUERREIRAS através da sabedoria e do dom de amar. Porque somos também SANTAS E FÊNIX, portanto, sabemos dar vida e também renascer das cinzas. Vera Lucia Passos Coqueiro eu sou!


Vejam a poesia FONTE E FORÇA, feita para mim por Eurídice Macedo no "Quem sou eu"


P.S.: escrevi em tom violeta para invocar a chama violeta do Mestre Saint Germain.