Follow by Email

quinta-feira, 7 de março de 2013

ÀS SANTAS, ÀS LEOAS, ÀS PUTAS, ÀS BRUXAS, ENFIM A TODAS AS MULHERES BAIANAS

Parabéns à prefeitura de Porto Alegre que divulgou em outdoors uma mensagem pelo dia Internacional da Mulher que continha imagens e o texto abaixo (com isso fico pensando... os gaúchos parecem estar menos machistas... e envio um VIVA a Martha Medeiros):

SÓ UMA MULHER...

...consegue encontrar suas chaves dentro da bolsa;
...reconhece o valor de um chocolate quanto está em TPM;
...conhece o desespero de quebrar uma unha depois da manicure;
...sabe o que significa calçar e descalçar os saltos altos depois de um dia de trabalho.

Fiz uma versão baiana para completar a homenagem:

      Só uma mulher acorda, olha e se enxerga no espelho para ver quem tem as chaves, quem está conduzindo a sua vida, decide qual o melhor salto para usar e tirar ao fim do dia, agenda a manicure e torce para que não quebre uma unha antes ou depois de fazê-las nas compras semanais de supermercado. Ela vive se perguntando, qual a fórmula miraculosa de comer chocolates na TPM, e fora dela,  sem engordar e sentir-se feia em meio a essa ditadura da beleza, que lhe oprime.
     Acima de tudo, só uma mulher encara os próprios medos, os segreda para amigas e amigos sensíveis e procura terapeutas. Essas(es) a ajudam a lidar com sua depressão ou hiperatividade, a se separar  do marido indiferente ou infiel sexual e cotidianamente, sem tanta culpa. Nesse espaço, ela desnuda seu MEDO e CHORA! Como choramos eu e minha filha adolescente, enquanto os 2 homens da família bancam os fortes (ooohhh, quanta guerra teria sido evitada se os homens se desarmassem em lágimas como só uma mulher faz). 
    Finalmente, eu preciso declarar o meu medo da prefeitura de Salvador que já começou tentando retirar o direito das educadoras soteropolitanas de escolherem os livros didáticos que irão usar em suas SALAS DE AULA, em seu trabalho cotidiano de ensinar e aprender com os filhos e filhas de outros. O absurdo acontece exatamente nessa profissão tão desvalorizada em que historicamente a mulher tem maioria. E eu declaro pública e virtualmente: "EU TÔ MORRENDO DE MEDO DESSA ADMINISTRAÇÃO..." Mas acima de tudo, estou confiante no poder dessas deusas,dessas bruxas que são queimadas em novas fogueira ou dessas mães e filhas de santo de virar a mesa que elas mesmas puseram por tantos anos! Elas já provaram que podem fazê-lo quando enfrentaram em greve o governador da Bahia? ELAS CONSEGUEM , elas aguentam enfrentar prefeitos e governantes! Elas, digo agora, nós sabemos aprender com o sofrimento, a culpa e o MEDO, porque somos GUERREIRAS através da sabedoria e do dom de amar. Porque somos também SANTAS E FÊNIX, portanto, sabemos dar vida e também renascer das cinzas. Vera Lucia Passos Coqueiro eu sou!


Vejam a poesia FONTE E FORÇA, feita para mim por Eurídice Macedo no "Quem sou eu"


P.S.: escrevi em tom violeta para invocar a chama violeta do Mestre Saint Germain.

Um comentário:

Sem muitos gerúndios, longas esperas e musiquinhas, o seu comentário é, de fato, importante para nós! Fique calmo, pois não vamos desligar a nossa ligação virtual, ok?