Follow by Email

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

MORAL DA MINHA HISTÓRIA - 03

     Desde que descobri Marisa Monte e Arnaldo Antunes e, mais tarde, a alquimia maravilhosa do trio Tribalistas, nada me tocou tanto na MPB como Marcelo Camelo. Quando escutei as músicas de sua carreira solo foi que soube ser ele um dos integrantes do "Los Hermanos". Até aquele momento, a banda só significava para mim aquele grupo que cantava "Ana Júlia" (a música que os meus filhos, ainda pequenos, adoram cantar ou, digamos, gritar).
      Não me lembro bem, mas parece-me que a curiosidade e consequente encantamento se iniciou quando ouvi aquela voz masculina e suave cantando com Ivete Sangalo uma música de título "Teus Olhos". Percebi que todo mundo já o conhecia, menos eu. Inclusive a minha irmã, lá de Portugal, me surpreendeu com aa notícia de que tinha o DVD com ele chegando na casa de Ivete e tudo o mais. Como sempre, ela anda mais ligada nas novidades da terra brasilis do que eu, pensei. Depois ouvi no rádio uma gravação dele e vim para casa fazendo um esforço imenso para me lembrar do refrão e ouvi-la novamente no youtube. Chegando em casa, pedi aos internautas família que procurassem as suas outras músicas. Daí para correr à loja e comprar o cd "SOU", foi um pulo!


Quando gravamos a poesia "Vertigem" para participar do concurso da Fiporto 2011, não tive dúvidas de que teria de ser sua a música do  fundo musical. A escolhida foi "Doce Solidão" cuja letra é: 




Posso ser só um
Mas sou de todo mundo
Por eu ser só um
Ah nem, ah não ah nem dá
Solidão foge que te encontro
Que eu já tenho asas
Isso lá é bom?!
Capa de "Pitanga", o novo cd de Mallu

        Só hoje, após descubrir a lindeza de "O Meu Amor é Teu" é que saí para pesquisar Mallu Magalhães, de quem eu já havia ouvido falar há tanto tempo... E que bela surpresa foi essa nova descoberta. É deslumbrante ver uma menina tão nova assim talentosa, madura e ao mesmo tempo com uma autenticidade que se esparrama de seu ser. Isso fica explícito no adjetivo que ela usa para qualificar a sua música: sincera. Se tem alguém ainda mais fora de sintonia do que eu,  sugiro que cheque tudo o que foi dito com o clip da música "Velha e Louca" de Mallu. Sem deixar de notar os flashs rápidos de Marcelo tocando vários instrumentos, é claro: 
http://letras.terra.com.br/mallu-magalhaes/1971750/

MORAL DA MINHA HISTÒRIA: Vale a pena ficar com os ouvidos antenados para captar os novos sons. Sem preconceito, dá para acreditar que novas e boas ondas vão surgindo. Sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sem muitos gerúndios, longas esperas e musiquinhas, o seu comentário é, de fato, importante para nós! Fique calmo, pois não vamos desligar a nossa ligação virtual, ok?